Sobre


O António Eu a dar corda à esperança

… Ultimamente vivi a experiência mais violenta e radical da minha vida e continuo a morar com ela mesmo agora, em que o pesadelo parece estar a desvanecer-se… por outro lado o meu mundo interior alterou-se de tal jeito que sou um homem diferente, e o homem que sou não pode continuar a prosa de um estranho. Fará prosa sua, necessariamente diversa.
Uma parte minha segue às voltas com o sofrimento pelo qual passei e me atormenta ainda, me dói ainda, me impede ainda uma disponibilidade completa que um (ia a dizer romance mas não são romances o que faço)…

Ant.º Lobo Antunes in Visão de 10 Maio 2007